Apple libera iOS 5.0.1 beta para desenvolvedores


A Apple liberou ontem o iOS 5.0.1 beta, de build 9A402, para desenvolvedores.

Segundo as notas de liberação, a nova versão traz correção para um problema que afeta a bateria e para outro relacionado ao Documentos na Nuvem, adiciona gestos multi-touch ao iPad de primeira geração, melhora o reconhecimento de voz do idioma australiano no recurso voz-para-texto (Dictation) da Siri, além de contar vir com correções de segurança, incluindo a falha que permitia destravar iPads 2 com senha usando uma Smart Cover.

Além disso, a versão 5.0.1 oferece uma nova maneira para desenvolvedores especificarem quais arquivos devem permanecer no aparelho, mesmo em baixas condições de armazenamento, o que deve resolver o problema do “faxineiro” do iOS 5.

A atualização pesa 811MB e já está disponível no iOS Dev Center.

A Apple também disponibilizou para desenvolvedores o iTunes 10.5.1 beta 2, para dar continuidade aos testes com o iTunes Match. A nova versão traz correções de bugs e permite que os testes com o iTunes Match tenham continuidade, ainda restritos aos Estados Unidos e na condição de que as bibliotecas enviadas para os servidores da Apple sejam apagadas no final dos testes.

Fonte: iMasters

Aplicativo do Gmail para iOS é retirado do ar


Ontem (02), o Google disponibilizou no iTunes o primeiro app nativo do Gmail para iPhone, iPad e iPod Touch, porém muitos usuários reclamaram de mensagens de erro na instalação, além de bugs nas notificações.

O principal erro ocorreu no suporte às notificações do app, pois é algo que o iPhone não realiza para o Gmail por padrão. As falhas são tantas que muitos usuários não conseguiram nem realizar o login em sua conta.

Como resultado, o Google acabou assumindo o erro e retirou o aplicativo do ar para realizar os ajustes. Os usuários podem optar por manter o programa instalado ou deletar o app e aguardar a liberação da atualização.

“Lançamos um novo app do Gmail para iOS, porém infelizmente ele contém um bug que quebra as notificações e envia mensagens de erro aos usuários. Estamos removendo o app enquanto corrigimos o problema, e já trabalhamos para liberar uma nova versão em breve. Quem já baixou o app pode continuar a utilizá-lo”, afirmou o Google em comunicado.

Fonte: Exame

%d blogueiros gostam disto: