Hackers atacam sites de pedofilia e divulgam dados de 1.500 usuários


O grupo de hackers Anonymous está de volta. Desta vez o seu alvo são os sites mantidos por pedófilos. O grupo tirou do ar nos últimos dias mais de 40 sites utilizados para o compartilhamento de arquivos com pornografia infantil.

E os integrantes do grupo foram além. Segundo o site ZDNet, eles divulgaram na Internet informações de mais 1.500 usuários que integravam essa rede de crimes. Entre os dados estavam nomes, há quanto tempo fazem isso e quantas fotos compartilharam.

De acordo com o grupo, como os alertas para a remoção do conteúdo ilegal não foram atendidos, eles entraram nos servidores e tiraram as páginas do ar.

Segundo os hackers, um dos serviços de compartilhamento  atingidos era “um dos maiores sites de pornografia infantil já vistos até hoje, com mais de 100 GB de pedofilia”.  O grupo afirma que está à disposição do FBI para fornecer detalhes sobre os usuários.

Responsável por uma longa lista de ações contra redes corporativas, o Anonymous diz usar o hacking como forma de chamar a atenção para as causas e questões que defende. Nos últimos tempos, o grupo adotou alvos militares, aliados dos EUA e empresas do setor de defesa.

Fonte: IDG Now

Fórum de desenvolvedores da Nokia sai do ar após invasão


A Nokia retirou do ar seu fórum para desenvolvedores após detectar uma invasão de hackers à plataforma de discussão. Segundo comunicado divulgado pela empresa, uma tabela de banco de dados que continha endereços de emails de desenvolvedores foi acessada explorando uma vulnerabilidade no software de publicação de boletins. Leia mais deste post

Anonymous divulga protestos para o 7 de setembro


Feriado da Independência deve concentrar passeatas contra corrupção e impunidade.

Feriado da Independência deve concentrar passeatas contra corrupção e impunidade.(Fonte da imagem: Wikimedia Commons)

Leia mais deste post

Anonymous nega possível ataque ao Facebook


O dia 5 de novembro estava prometido como o fim do mundo digital. Pelo menos, fim do mundo digital social. Nessa data tivemos a notícia de que o Anonymous faria um ataque coordenado contra o Facebook para tirar a rede social do ar. Tudo mentira, de acordo com um perfil “oficial” do grupo hacker no Twitter.

Símbolo do grupo de hacking Anonymous (Foto: Reprodução)
Símbolo do grupo Anonymous (Foto: Reprodução)

A ofensiva em tese seria motivada pela “ausência de escolha” nas opções de privacidade do Facebook. A realidade, entretanto, é outro: apenas um grupo de usuários que fazem parte do Anonymous estaria planejando o ataque coordenado. Não são todos os membros do grupo, de acordo com informações deixadas na internet. Leia mais deste post

Anonymous quer destruir Facebook no dia 5 de novembro


Segundo membros do grupo, principal motivo para o ataque seria a falta de privacidade oferecida pela rede social.

Em um vídeo publicado no YouTube, membros do grupo Anonymous prometem realizar uma ataque no dia 5 de novembro capaz de destruir completamente o Facebook. Segundo os hackers, a rede social de Mark Zuckerberg não respeita a privacidade de seus usuários e vende dados para companhias responsáveis por espionar as ações de cada pessoa. Leia mais deste post

Programa do Pentágono bancará inovações de hackers


Um hacker que hoje trabalha para o Departamento da Defesa lamentou a demora do governo norte-americano para mudar, ao lançar na quinta-feira (4) um novo programa que permitirá que o Pentágono financie hackers com mais rapidez para que desenvolvam respostas aos sérios desafios de segurança que os Estados Unidos enfrentam.

Peiter Zatko, conhecido como Mudge em seus tempos de hacker e hoje funcionário da Darpa (Agência de Pesquisa de Projetos Avançados de Defesa), disse que aceitou trabalhar para a divisão de pesquisa do Pentágono para criar pontes entre as necessidades de segurança cibernética do governo e hackers que trabalham em projetos inovadores.

Mas em lugar disso encontrou uma burocracia muito lerda, do lado governamental, que causa séria frustração aos hackers que tentam decifrar a incompreensível pilhas de formulários a serem preenchidos, em um processo que demorou meses no caso dele.

Assim, na mais recente tentativa de atrair pessoal experiente em segurança cibernética para os quadros do governo, a Darpa lançou o programa “Cyber Fast Track”, que tem por objetivo eliminar os obstáculos burocráticos para os hackers que desejem fundos para projetos que ajudarão o Departamento de Defesa dos EUA a proteger suas redes de computadores.

Leia mais deste post

Site do criador do Dia do Orgulho Hétero em SP é invadido


O site pessoal do vereador paulistano Carlos Apolinário (DEM), autor do projeto de lei que cria o Dia do Orgulho Heterossexual, foi invadido nesta quinta-feira.

Os invasores trocaram as imagens da página carlosapolinario.com.br por uma mensagem sobre a morte de gays no Brasil e contra a iniciativa do parlamentar.

“O vereador Carlos Apolinário insiste em propor leis que contribuem para a propagação de ódio e discriminação. Desde o genocídio da segunda guerra até os massacres de Oslo e Utoya, aqueles que pregam a superioridade de uns sobre outros são responsáveis pelas ações mais condenáveis da história da humanidade”, diz o texto.

A mensagem cita o recente massacre ocorrido na Noruega, em que 77 pessoas foram mortas pelo extremista Anders Breivik.
Mensagem deixada por invasores no site do vereador paulistano Carlos Apolinário (DEM)Mensagem deixada por invasores no site do vereador paulistano Carlos Apolinário (DEM), que quer Dia do Hétero

Leia mais deste post

%d blogueiros gostam disto: