Amazon lança serviço de aluguel de livros digitais para donos de Kindle


A Amazon lançou nesta quinta-feira (3) um novo serviço para os usuários do aparelho Kindle nos Estados Unidos que poderão acessar gratuitamente livros digitais ao assinarem o programa “Amazon Prime”.

Os assinantes poderão escolher entre 5 mil títulos oferecidos inicialmente para ler de graça no Kindle, incluindo mais de 100 best-sellers atuais e antigos do “The New York Times”, com limite de um livro por mês e sem data de vencimento, afirmou a companhia.

O “Amazon Prime” custa US$ 80 por ano nos Estados Unidos e dá aos membros o envio gratuito de itens em dois dias além de acesso livre a quase 13 mil programas de TV e filmes.

Fonte: G1

Aplicativo do Gmail para iOS é retirado do ar


Ontem (02), o Google disponibilizou no iTunes o primeiro app nativo do Gmail para iPhone, iPad e iPod Touch, porém muitos usuários reclamaram de mensagens de erro na instalação, além de bugs nas notificações.

O principal erro ocorreu no suporte às notificações do app, pois é algo que o iPhone não realiza para o Gmail por padrão. As falhas são tantas que muitos usuários não conseguiram nem realizar o login em sua conta.

Como resultado, o Google acabou assumindo o erro e retirou o aplicativo do ar para realizar os ajustes. Os usuários podem optar por manter o programa instalado ou deletar o app e aguardar a liberação da atualização.

“Lançamos um novo app do Gmail para iOS, porém infelizmente ele contém um bug que quebra as notificações e envia mensagens de erro aos usuários. Estamos removendo o app enquanto corrigimos o problema, e já trabalhamos para liberar uma nova versão em breve. Quem já baixou o app pode continuar a utilizá-lo”, afirmou o Google em comunicado.

Fonte: Exame

Google lança no Brasil site que busca produtos em lojas virtuais


O Google lançou nesta terça-feira (19) no Brasil o serviço Google Shopping, que busca produtos em diversas lojas virtuais e serve para que o internauta compare preços do que deseja comprar.

O sistema do site apresenta os resultados ordenados por relevância, do menor para o maior preço e vice-versa. No topo da página, o usuário pode digitar a cidade brasileira em que vive e o Google prioriza as lojas que atendem a região.

A versão brasileira do serviço, que já existe em outros países, tem uma exclusividade, como explica Tahara Le Menn, gerente de parcerias estratégicas para varejo do Google.

– O Google Shopping é o maior indexador de produtos no mundo, com mais de 1 bilhão de itens em sua base. A tecnologia do Google Shopping agora está disponível para o Brasil e adaptada – é o único lugar do mundo onde o usuário pode consultar também o preço parcelado de cada produto que procura.

Varejistas podem se cadastrar gratuitamente no site para exibir suas ofertas, que podem ser avaliadas e comentadas pelos internautas como forma de ajudar outras pessoas na hora de tomar a decisão de compra. Acesse clicando aqui.

Fonte: R7

Novo Aplicativo do Facebook para iPad possui falhas


Ontem a rede social de Mark Zuckerberg liberou seu novo aplicativo  especial para iPad, no entanto, com algumas falhas, os usuários acabaram ficando irritados. Alguns usuários reclamaram que o programa está repleto de bugs, e em alguns casos, não é possível nem acessar  o Facebook.

Na App Store, muitos usuários deixaram recados queixando-se das falhas.  Alguns usuários relataram que depois que baixaram a atualização não conseguiram usar a rede social, outros também relataram que o botão “Enviar” desaparece quando o iPad é acoplado a um dock.

O novo aplicativo é a quarta versão do programa do Facebook destinado ao sistema iOS, da Apple. No entanto, essa é a primeira versão que conta com modo específico para iPad. Antes, havia somente para iPhone.

O Facebook acabou demorando um bom tempo para estrear seu aplicativo para iPad, o que causo grande expectativa, porém, ao que parece, muitos usuários estão insatisfeitos com o novo aplicativo.

Fonte: Oficina da Net

Google lança recurso de acesso remoto ao computador via Chrome


A Google não está reinventando a roda, com um novo recurso em fase de testes que permite que dois computadores usando seu navegador Chrome se conectem. Mas, integrar a funcionalidade de desktop remoto em seu produto é algo bem-vindo para quem precisa de ajuda a distância.

Chamado de Chrome Remote Desktop, o novo recurso está em fase de teste beta e permite a conexão entre dois computadores que tenham o navegador Chrome, incluindo sistemas Windows, Mac, Linux e Chromebooks.

A ferramenta permite acessar todo os dados em um computador remoto e exige que a pessoa compartilhando o acesso ao seu computador dê um código/senha para a pessoa, que fará o acesso remoto. Essa autenticação precisa ser feita toda vez que o usuário quiser controlar uma máquina remotamente. A companhia liberou a nova extensão para o Chrome na sexta-feira, dia 7/10.

O recurso poderá ser útil para pessoas que precisam de assistência técnica de profissionais de TI em lugares difíceis de chegar, por exemplo. As empresas também usam serviços parecidos ao treinar funcionários para usarem novos sistemas ou programas.

Outros produtos do mercado que dão acesso a outros computadores via Internet incluem o TeamViewer, que é gratuito para uso não-comercial, e um site chamado join.me, que também pode ser usado de graça, entre outras opções.

A Google afirma que o objetivo dessa versão beta  é demonstrar o princípio da tecnologia de acesso remoto pelo Chrome e receber feedback dos usuários.

Fonte: IDG Now

Empresa processa o Facebook por nova configuração de perfil de usuários


A empresa americana Timelines moveu processo contra o Facebook por violação de sua marca. Recentemente, a rede social anunciou uma nova função, que foi bartiza de Timeline, um novo formato para o perfil da pessoa que retrata sua vida em ordem cronológica, como uma “linha do tempo” (timeline, em inglês). A Timelines tem um site no qual os usuários podem criar e compartilhar eventos, fotos, informações, ou seja, também formando uma linha do tempo. Leia mais deste post

Google Street View publica imagens das ruas de Campos do Jordão


Imagens em 360º de Campos do Jordãojá estão disponíveis no Google Street View, o serviço de imagens das ruas, que é oferecido pela da empresa americana de internet Google.

Diversos trechos da cidade foram mapeados pelo carro do Google Street View, que esteve fotografando a cidade no mês de julho. Leia mais deste post
%d blogueiros gostam disto: